Delegacias da corrupção

20/5/2016 – A Polícia Federal acaba de criar delegacias especializadas na repressão à corrupção. É uma das primeiras medidas do governo provisório de Temer. As delegacias vão funcionar dentro das estruturas das superintendências regionais, como em Curitiba. Delegados e agentes serão treinados e capacitados para atuar no combate contra o desvio de dinheiro público e, também, no enfrentamento de crimes financeiros.

Terceira casa caiu

Donos de postos de gasolina de Curitiba ameaçam ir à Justiça porque uma lei estadual derrubou a cobrança da chamada terceira casa dos centavos. A cobrança deve ser limitada a dois dígitos de centavos, segundo a nova disposição legal. Aliás, os três dígitos após a vírgula nem existem. Os postos vinham cobrando era milésimo de real, como no exemplo: R$ 3,599. A legislação monetária não prevê o milésimo, mas apenas o centavo. Em outras palavras: os postos de gasolina vinham cobrando a mais.

Cavalo de batalha

Tem gente fazendo tempestade em copo d’água por causa do fim do Ministério da Cultura. O orçamento da pasta era muito pequeno e pouco poderia ser feito. E, na verdade, as atribuições que eram do ministério passaram para uma Secretaria Nacional da Cultura vinculada ao Ministério da Educação, que agora retomou o antigo nome de Ministério da Educação e Cultura. Não mudou nada.

Benemérito ou honorário

O gabinete do deputado estadual Ney Leprevost distribuiu para a imprensa uma nota que anuncia que o fundador da Rede Bourbon Hotéis & Resort, Alceu Antimo Vezozzo, vai receber na segunda-feira (23/5), o título de cidadão honorário do Paraná. A nota lembra que proposta do título ao empresário paranaense, natural de Cambará, foi apresentada em 2007 pelo ex-deputado Mohamad All Hamzé, falecido em julho de 2008.

E aí é que está a questão. Se Alceu Vezozzo nasceu em Cambará ele já é paranaense, não precisando de cidadania honorária. Então, o certo é que o empresário vai receber o título de cidadão benemérito, que é concedido para os paranaenses que se destacam ou se destacaram em alguma atividade.

PT de cabeça baixa

Em nota oficial, o Partido dos Trabalhadores avisa que vai disputar apenas 70 das 399 prefeituras paranaenses – 17,5% delas – nas eleições de outubro. As convenções partidárias que definem essas candidaturas têm prazo legal para acontecer entre os dias 10 de julho e 5 de agosto de 2016, conforme a lei eleitoral em vigor.

Entre aspas

“O Itamaraty deve servir ao Estado, não a um governo, e jamais a um partido”. Do novo ministro das Relações Exteriores, José Serra, ao explicar, na solenidade de posse, a nova política da pasta.

Diários da presidência

Dentro de poucos dias chegará às boas casas do ramo o segundo volume dos “Diários da Presidência: 1997-1998”, do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. No livro, ele detalha as negociações para a aprovação da reeleição, fala de Sérgio Motta e o processo de privatização das teles, comenta a crise cambial de 1998, e trata ainda do famoso “dossiê”Cayman, conjunto de documento comprovadamente falsos[ criado com o objetivo de atribuir crimes inexistentes a políticos e candidatos do PSDB nas eleições de 1998.

Pergunta do dia

Quando é que a Prefeitura de Curitiba vai passar a multar a Copel e as operadoras de telefonia fixa e televisão a cabo pelos fios soltos e pendurados nos postes de praticamente todas as ruas da cidade? Faz tempo que a situação perdura. Fios e cabos soltos podem ser extremamente perigosos para as pessoas e para os veículos. Onde está a fiscalização municipal que não quer enxergar o disparate?

2 comentários em “Delegacias da corrupção

  1. De milésimos em milésimos, os donos de postos encheram os bolsos. Agora, os consumidores e o governo estadual precisam fiscalizar a aplicação da lei. Pelo menos os deputados estaduais fizeram algo de útil para a população.
    Abelardo Gonçalves Neto – Campo Largo (PR)

  2. Tem razão o leitor Abelardo Gonçalves Neto: é preciso fiscalizar. Vi e ouvi hoje pela manhã, no programa Bom Dia Paraná, da RPC, que o Procon vai fiscalizar a aplicação da lei. Vamos torcer para que isso realmente aconteça.
    Luiz A. Silva – Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *