Os desafios de Weiller

Por Walter Schmidt –  Prestem atenção no nome de Aparecido José Weiller Junior, mais conhecido como Junior Weiller. Medebista, é prefeito pela quarta vez do município de Jesuítas, na Região de Cascavel, e desponta no cenário político estadual.

Junior  Weiller será o novo presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP) na eleição de 9 de março. Ele encabeça chapa de consenso, formada ainda pelo vice Edimar Santos (PSD), prefeito reeleito de Santa Cecília do Pavão. A chapa foi costurada com a ajuda do governador Ratinho Junior.

Nascido em1974 em Campo Mourão, Junior entrou cedo na política e, enquanto se reelegia prefeito de Jesuítas, foi ganhando a confiança e a simpatia de seus pares e chegou a presidente da poderosa Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop).

Agora, Junior muda de patamar. Terá pela frente, na AMP, duas grandes questões municipalistas: a reforma tributária e a nova concessão de rodovias. Dois temas fundamentais para garantir um bom futuro para os municípios paranaenses.

Os prefeitos tem de ser ouvidos quanto à reforma tributária. Os municípios não podem ser prejudicados quanto à receita e ao repasse constitucional de verbas estaduais e federais. Uma boa fatia do bolo da arrecadação precisa ficar onde moram, trabalham e consomem os brasileiros, onde há grandes despesas em saúde,educação e transporte público. Junior sabe disso como poucos.

O outro tema, que atinge vários municípios paranaenses, incide diretamente sobre o transporte, seja de pessoas e de cargas, e que, pelo andar da carruagem, promete fixar preços ainda mais elevados nos pedágios. O novo pedágio pode até gerar mais impostos, mas será altamente impopular.

Junior Weiller vai ter muito trabalho, mas como é sangue novo na AMP e na política estadual, terá a faca e o queijo nas mãos para acertar.

(Transcrito do Diário Indústria & Comércio, de Curitiba, de 2.2.2021).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *