O incrível Huck

Por Walter Schmidt –  Vai ser candidato ou não? Vai continuar na televisão ou não? Pois é, o tempo vai passando e o apresentador de televisão Luciano Huck continua apenas conversando e esperando os acontecimentos políticos. Faltam só 18 meses para as eleições presidenciais de 2022 .Luciano não se define.

Agora mesmo o noticiário político mostrou que o apresentador mantém conversas com seis partidos  (PSDB, DEM, Cidadania, PSB, Podemos e PSB) em busca de apoio para uma candidatura à Presidência da República. “Ele até agora não indicou, entretanto, se de fato entrará na política e se adotará um perfil de centro-esquerda ou centro-direita”, publicou o jornal O Globo que, por coincidência, é do mesmo grupo da Rede Globo, onde Huck trabalha e tem um programa aos sábados à tarde.

Huck sabe que terá pela frente, numa disputa eleitoral, alguns peso- pesados como o presidente Jair Bolsonaro, que negocia a filiação ao Patriotas, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM), o também ex-ministro Fernando Haddad (PT), o ex-governador Ciro Gomes (PDT), o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Pimentel (PSDB), ou o de São Paulo, João Doria (PSDB), e outros, incluindo entre eles o ex-juiz federal e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro. Uma parada dura, portanto.

Enquanto isso, apesar de ter negado o fato, Luciano Huck teria se encontrado dias atrás com Marcos Peña, um dos marqueteiros da vitória de Maurício Macri para a presidência da Argentina, em 2016. O trabalho do marqueteiro seria o de desconstruir a condição de Huck ser o “candidato da TV Globo”.  Em 2018, o apresentador também ensaiou sair candidato, mas acabou desistindo da ideia depois, segundo consta, ter sido pressionado exatamente pela Globo.

Enquanto está na moita, Huck mantém, claro, o seu caldeirão em plena atividade.

 

(Transcrito do Diário Indústria & Comércio, de Curitiba, de 19.2.2021).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *