Com 16 trocas de partido, DEM e PSD têm maiores bancadas na CMC

Encerrada no dia 3 de abril, a chamada janela partidária, prazo no qual os vereadores que pretendem disputar as eleições de 2020 podem mudar de partido sem o risco de perder o cargo, refletiu na Câmara Municipal de Curitiba (CMC). O Legislativo passa a ter representantes de 18 dos 33 partidos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As maiores bancadas agora são do DEM e do PSD, ambas com 6 parlamentares. Antes a maior legenda na Casa, o PDT passa de 5 a 3 vereadores. 
 
Até o início da janela partidária, o DEM, partido do prefeito Rafael Greca, reunia o presidente da CMC, Sabino Picolo, e a vereadora Julieta Reis. Passada a janela partidária, somam-se a eles: Mauro Ignácio, ex-PSB; Serginho do Posto, antes filiado ao PSDB; Toninho da Farmácia e Zezinho Sabará, ambos vindos do PDT.
 
No PSD, partido do governador Ratinho Júnior e do vice-prefeito da capital, Eduardo Pimentel, permanecem Jairo Marcelino e Professor Euler. A bancada recebe Beto Moraes, ex-PSDB; Fabiane Rosa, ex-DC; Mestre Pop e Rogério Campos, ambos ex-membros do PSC. Bruno Pessuti troca o PSD pelo Pode, no qual permanece Mauro Bobato. Já Oscalino do Povo muda do Pode para o PP, no qual se junta a Maria Manfron.
 
Também deixa o PSD o vereador Alex Rato, agora filiado ao Patriota. A sigla também recebe Cacá Pereira, vindo do DC; e Geovane Fernandes, ex-PTB. Já Ezequias Barros, que até a janela partidária ocupava a única cadeira do Patriota no Legislativo de Curitiba, passa para o PMB. 
 
No Republicanos, Dr. Wolmir Aguiar, ex-PSC, soma-se a Osias Moares. Antes formada por três vereadores – Dr. Wolmir Aguiar, Mestre Pop e Rogério Campos -, a bancada o PSC fica com uma cadeira, ocupada por Thiago Ferro, ex-PSDB. Com as trocas partidárias, o PSDB e o DC estão sem representantes na Câmara Municipal de Curitiba.
 
Antes maior bancada do Legislativo, o PDT, com a saída de Toninho da Farmácia e de Zezinho Sabará, fica com 3 vereadores: Dalton Borba, Marcos Vieira e Tito Zeglin. O PSB, antes com 3 cadeiras, mantém Colpani e Dona Lourdes. No PV, continuam Cristiano Santos e Maria Leticia. O MDB também segue com dois representantes: Noemia Rocha e Professor Silberto. 
 
O PTB, com a desfiliação de Geovane Fernandes, passa a ter uma cadeira, de Pier Petruzziello. Mantêm a mesma configuração, com um representante na Câmara de Curitiba: Cidadania, com Herivelto Oliveira; PL, com Paulo Rink; Pros, com Tico Kuzma; PT, com Professora Josete; e Solidariedade, com Katia Dittrich. 
 
Eis a nova composição partidária da CMC:
 
DEM
Julieta Reis
Mauro Ignácio
Sabino Picolo
Serginho do Posto
Toninho da Farmácia
Zezinho Sabará
 
PSD 
Beto Moraes
Fabiane Rosa
Jairo Marcelino
Mestre Pop 
Professor Euler
Rogério Campos
 
Patriota
Alex Rato
Cacá Pereira
Geovane Fernandes
 
PDT
Dalton Borba
Marcos Vieira 
Tito Zeglin
 
MDB 
Noemia Rocha 
Professor Silberto 
 
Pode
Bruno Pessuti
Mauro Bobato
 
PP
Maria Manfron
Oscalino do Povo
 
PSB
Colpani 
Dona Lourdes
 
PV
Cristiano Santos 
Maria Leticia
 
Republicanos
Dr. Wolmir Aguiar
Osias Moraes
 
Cidadania
Herivelto Oliveira
 
PL
Paulo Rink
 
PMB
Ezequias Barros
 
Pros
Tico Kuzma
 
PSC
Thiago Ferro
 
PT
Professora Josete
 
PTB
Pier Petruzziello
 
Solidariedade
Katia Dittrich

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *