Presidenciáveis em caminhadas

 

29/8/2018 – Curitiba recebe esta semana dois eventos da campanha presidencial. Amanhã, o candidato a vice na chapa de Lula (e possível substituto do ex-presidente) Fernando Haddad (PT)  fará caminhada no centro da cidade. No sábado, será a vez do candidato Ciro Gomes (PDT). Acompanhado do candidato do PT ao governo do Estado, Dr. Rosinha, e da candidata ao Senado do partido, Mirian Gonçalvez, Haddad fará uma caminhada pela Rua das Flores desde a Praça Santos Andrade até a Boca Maldita. A concentração está marcada para às 16 horas., Ciro fará o mesmo percurso. Acompanhado do candidato ao Senado do PDT, Nelton Friedrich, o presidenciável fará uma caminhada desde a Praça Santos Andrade até a Boca Maldita. A concentração está prevista para as 9 horas.

Sem TV

Por 6 votos a 1, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou um pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que queria que emissoras de televisão dessem a ele o mesmo tratamento concedido aos demais candidatos à Presidência da República. Os canais de TV questionados pelo petista eram TV Globo, TV Ômega Ltda., Bandeirantes, Record e SBT. Lula está preso em Curitiba e já foi condenado em segunda instância. A Lei da Ficha Limpa não permite candidaturas nessas situações.

Descontentamento

O candidato a presidente da República Álvaro Dias (Podemos) está descontente com o tratamento recebido pela Rede Globo durante a campanha eleitoral. Ele, que no passado recente sempre aparecia nos principais telejornais da emissora, principalmente ao atacar o PT, agora se queixa do alegado desprezo. Ele acusa a emissora de favorecer Geraldo Alckmin (PSDB) , que “faz parte do esquemão financeiro e que envolve a mídia”.

Brincadeirinha

Há quem diga que o senador Romero Jucá (MDB-RR) decidiu deixar a liderança do governo no Senado Federal num simples jogo de cena. Oficialmente, o motivo é a imigração de venezuelanos, principal impasse entre Roraima e o governo federal. Jucá prega o fechamento da fronteira Brasil-Venezuela, mas o governo é contra. Mas, fontes do Palácio do Planalto garantem que ele resolveu bater no governo para se reeleger, pois se ficasse na defesa do governo Temer poderia perder a eleição.
Debate na Boca

Um debate entre os candidatos ao governo do Paraná em plena Boca Maldita, palco dos maiores eventos políticos de Curitiba. Essa é a proposta

de João Arruda, candidato  do MDB ao governo do Estado. Cinco dos dez candidatos já aceitaram participar. Além de Arruda, aceitaram a proposta Jorge Bernardi (Rede)., Dr. Rosinha (PT), Professor Piva (PSOL) e Ogier Buchi (PSL). A expectativa do candidato do MDB é que a governadora Cida Borghetti e o deputado Ratinho Júnior aceitem participar.

Entre aspas

“Se eu tenho dificuldade de carimbar meus concorrentes ideologicamente, imaginem o leitor, que está mais distante, que não os conhece de perto como eu os conheço”. De Alvaro Dias, senador da República pelo Podemos do Paraná e candidato a presidente da República.

Pergunta do dia

Que tipo de raciocínio lógico e didático um candidato a presidente da República pode apresentar, no rádio e na TV, em 30 segundos ou menos? É um absurdo que isso ainda ocorra em pleno século 21 num País que se diz democrático.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *