Maluf: renúncia ou cassação

 

22/8/2018 – O futuro político do deputado afastado Paulo Maluf (PP-SP), em prisão domiciliar, deve ser decido até hoje. Apesar de há uma semana o advogado do parlamentar, Antônio Carlos de Almeida Castro, ter dito que Maluf poderia renunciar ao mandato, procurado por jornalistas da Agência Brasil ele disse que ainda aguarda o ex-prefeito de São Paulo se manifestar. Com a cassação iminente, Maluf tem sido aconselhado a renunciar para evitar mais desgaste. Caso não renuncie, já está marcada para hoje, às 11 horas, na residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), uma reunião da Mesa Diretora da Casa, na qual, segundo o corregedor-geral da Câmara, deputado Evandro Gussi (PV-SP), “de uma maneira ou de outra, com renúncia ou sem renúncia”, a Câmara decidirá sobre a situação de Maluf.

A chapa de João

O deputado João Arruda, candidato do MDB ao Governo do Paraná, informa que conta com o apoio de 125 candidatos nas eleições proporcionais de 7 de outubro. A chapa majoritária liderada por ele  – Paraná: Emprego, Educação e Combate à Corrupção – reúne candidatos do MDB, PDT, SD, PCdoB. A lista inclui a vice-governadora, professora Eliana Cortez. A majoritária conta ainda com dois candidatos ao Senado  Federal e quatro suplentes, 60 candidatos a deputado federal e 58 a deputado estadual.

Pedido de rejeição

O vice-procurador geral eleitoral, Humberto Jacques de Medeiros, pediu que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeite o registro da candidatura do ex-presidente Lula (PT). De acordo com o parecer apresentado nesta segunda (20), Medeiros pede que o TSE reconheça a “causa da inelegibilidade”. O petista está preso desde 7 de abril após ter sido condenado em segunda instância a 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A condenação por órgão colegiado enquadra Lula nos critérios da Lei da Ficha Limpa e embasaram o parecer do MPE.

Na frente

O PSL do presidenciável Jair Bolsonaro, é, até agora, o partido que mais lançou candidatos às eleições de 7 de outubro.Segundo levantamento do TSE, o PSL tem 1.481 representantes, o que corresponde a 5,29% de todos os candidatos. Em segundo lugar está o Partido Socialismo e Liberdade (Psol), com 1.319 representantes, ou 4,71% dos candidatos. Até esta terça-feira o TSE havia computado 27,636 mil pedidos de registro de candidaturas à Justiça Eleitoral. São 13 postulantes a presidente, 199 a governador, 348 a senador, 8.142 a deputado federal e 18.027 a estadual ou distrital. As estatísticas da Justiça Eleitoral mostram que houve um aumento do número de candidatos em relação às últimas eleições gerais, realizadas em 2014. Naquele ano, foram 26.162 postulantes, 1.474 a menos que em 2018.

Reflexões de Oriovisto

O candidato ao Senado Federal pelo Podemos, Professor Oriovisto Guimarães,  lança no dia 30 deste mês,  a partir das 19 horas, no Palácio Garibaldi, o livro “Reflexões: olhos e ouvidos de minha alma”. Publicada pela Editora Inventa, a obra traz uma coletânea de artigos, palestras e textos produzidos por Oriovisto, no período de 2004 a 2018. O livro tem 120 páginas e é dividido em três capítulos. A primeira parte, “O que eu penso e em que acredito”, traz reflexões mais filosóficas sobre a vida, o homem e a política. Já o segundo, “O que eu ajudei a construir”, aborda as realizações do professor e sua forma de ver o mundo. O último capítulo, “O que eu defendo e busco”, traz uma visão de futuro das bandeiras que o autor defende como candidato ao Senado Federal  nesta nova fase de sua vida.

Entre aspas

“Uma das pautas hoje não só dos caminhoneiros, mas da nação brasileira, se eu estiver errado me corrijam, é a renúncia de vossa excelência, presidente temporário Michel Temer. Em nome de Jesus”. De Cabo Daciolo, candidato a presidente da República pelo Patriota.

Pergunta do dia

O senador Alvaro Dias (Podemos-PR), candidato a presidente da República, vai subir nas pesquisas ou atingiu o máximo de suas possibilidades? Ele oscila em torno de 4% a 5% em todas as sondagens feitas até agora. E com apenas 33 segundos de tempo na televisão e no rádio, as chances de subir nas pesquisas é mínimo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *